STP: Juíza Natacha Amado Vaz pede afastamento no processo de apuramento dos resultados das eleições

O apuramento dos resultados das eleições realizadas em São Tomé e Príncipe no domingo, 07 de outubro, continua a causar atribulações no país. Um dos assuntos polémicos tem como protagonista a juíza Natacha Amado Vaz, vítima de perseguição após alguns manifestantes são-tomenses terem tomado conhecimento de que a magistrada estaria alegadamente a favorecer o partido ADI na recontagem de votos nulos e brancos.

Os manifestantes chegaram mesmo a provocar tumultos em frente ao edifício da Comissão Eleitoral Distrital durante a noite de segunda-feira, 08 de outubro, tendo também queimado a viatura de Natacha Amado Vaz, presidente da Assembleia de Apuramento distrital.

A juíza são-tomense, que teve de sair nessa noite escoltada pelos militares, decidiu pedir agora ao Tribunal Constitucional o seu afastamento no processo de apuramento distrital de Água Grande no âmbito das eleições, avançou a agência “STP-Press”.

No comunicado de afastamento, a magistrada afirmou que nem “a Comissão Eleitoral Nacional [CEN] nem o Tribunal Constitucional [TC] diligenciaram no sentido de esclarecer os partidos políticos e a população que o procedimento feito pela Comissão Distrital de Água Grande corresponde a prática em todos os processos eleitorais”.

Natacha Amado Vaz considera que, da parte da CEN e do TC, “não foi esclarecida publicamente essa situação para eliminar suspeição” sobre si e sobre a sua reputação, além do facto destes incidentes terem impedido “a continuação dos trabalhos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Moco diz que MPLA receia enfrentar Costa Júnior

Angola: Moco diz que MPLA receia enfrentar Costa Júnior

O ex-primeiro-ministro angolano e militante do MPLA, Marcolino Moco, afirmou que o partido no poder, tal como o líder João…
Moçambique quer fortalecer cooperação com STP na Educação

Moçambique quer fortalecer cooperação com STP na Educação

A Embaixadora de Moçambique em São Tomé e Príncipe, Osvalda Joana, partilhou a vontade do país que representa em reforçar…
Cabo Verde: PAICV quer vencer as seis câmaras municipais de Santiago Norte em 2024

Cabo Verde: PAICV quer vencer as seis câmaras municipais de Santiago Norte em 2024

A presidente da Comissão Política Regional do PAICV em Santiago Norte, Carla Carvalho, afirmou que o “grande desafio” do mandato…
Portugal pondera aumentar número de turmas para crianças ucranianas

Portugal pondera aumentar número de turmas para crianças ucranianas

O ministro da Educação em Portugal, Tiago Brandão Rodrigues, reafirmou nesta sexta-feira, 11 de março, que as escolas portuguesas estão preparadas…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin