STP: Nova Maioria Parlamentar garante a continuidade de Jorge Bom Jesus

A maioria parlamentar que sustenta o XVII Governo Constitucional, liderado pelo primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus vão dar esta sexta-feira o voto de apoio ao governo face a decisão do partido da oposição ADI de introduzir moção censura ao executivo.

O líder parlamentar do MLSTP/PSD, Amaro Couto reagiu esta quarta-feira a esta decisão de moção de censura, dizendo que “em nome da democracia, a oposição ADI fez o seu papel, mas a maioria parlamentar MLSTP e Coligação PCD-MDFM-UDD  fará também o seu, protegendo e dando sustentabilidade ao governo”.

Couto declarou que a sua bancada “tem uma disciplina própria, apoia incondicionalmente a posição do partido, por essa via também sustenta o governo e é por isso que nós temos uma coligação maioritária”.

Danilson Cotú, líder da coligação, PCD-MDFM-UDD, partilha a mesma posição e garantiu a continuidade de apoio ao executivo, tendo sublinhado que a sua bancada vai “permanecer fortemente ao lado do governo”.

O líder da coligação acrescentou ainda que “tudo o que estiver ao nosso alcance nós faremos para demonstrar ao povo de São Tomé e Príncipe que o ADI pretende usar uma estratégia, mas a nossa posição é firme e vamos continuar nessa senda”.

Cotú disse ainda que “para nós, uma coisa é o exercício da democracia que em São Tomé e Príncipe realmente existe e outra coisa são os pontos de vista pessoais do ADI e quero deixar claro que a nossa coligação está junto ao poder, junto ao governo e vamos continuar assim”.

Estas reações da maioria que sustenta o governo surgem depois da decisão do Grupo parlamentar do ADI, ter introduzido na Assembleia Nacional de São Tomé e Príncipe uma moção de censura ao governo alegando má gestão do governo no processo da pandemia da Covid-19 bem como a aprovação de um orçamento retificativo irrealista sem hipótese de aplicação.

O Parlamento São-tomense é composta por 55 deputados sendo 25 do ADI, 23 do MLSTP-PSD, cinco da coligação PCD-MDFM-UDD e dois do Movimento Cauê, e o Governo liderado pelo Jorge Bom Jesus é sustentado no parlamento por 28 deputados num pacto parlamentar, entre a coligação e Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe, MLSTP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Angola: Presidente da CNE quer imparcialidade

Angola: Presidente da CNE quer imparcialidade

O presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola, Manuel Pereira da Silva, frisou que os designados para as funções de comissários eleitorais…
Cabo Verde: PAICV acusa Governo pela "erosão" da liberdade de imprensa

Cabo Verde: PAICV acusa Governo pela "erosão" da liberdade de imprensa

A deputada do PAICV, Carla Lima, observou que a “erosão” da liberdade de imprensa em Cabo Verde “é um facto indesmentível”. Segundo a…
Guiné Equatorial: Vice-Presidente preocupado com desemprego juvenil

Guiné Equatorial: Vice-Presidente preocupado com desemprego juvenil

O Vice-Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang Mangue, partilhou a sua preocupação relativamente ao desemprego juvenil no país. Tendo em conta esta situação, falou…
Revista de Imprensa Lusófona de 16 de junho de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 16 de junho de 2021

Em Portugal o “Público” noticia que o “PS lança novo portal que permite pagamento de quotas e adesões online”. De acordo com o…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin