São Tomé e Príncipe

STP: Polícia Nacional aposta em maior proximidade com a população

Apostando no lema para este ano, «Disciplina, trabalho e proximidade», a Polícia Nacional de São Tomé e Príncipe pretende ser «uma instituição mais forte e mais próxima dos cidadãos com estratégias preventivas bem definidas, para fazer face aos comportamentos desviantes e aos problemas que o mundo moderno nos coloca».

As ambições da Polícia Nacional foram anunciadas pelo respetivo Comandante-Geral, Roldão Boa Morte, no âmbito das comemorações do 44º aniversário da instituição, um evento que contou com a presença de diversas individualidades, incluindo o Presidente da República, Evaristo de Carvalho.

Não obstante apoiar a estratégia de proximidade da polícia com as populações, o Chefe de Estado advertiu para uma redução da acção punitiva, afirmando que «a polícia deve ser cada dia mais próxima da população, numa vertente de sensibilização e educação e menos punitiva, uma vez que antes de ser elemento da força policial é antes um membro da sociedade com hábitos, costumes, valores medos, ambições e vícios que enfermam esta mesma sociedade».

Em 44 anos o apoio da cooperação internacional permitiu a formação dos quadros da Polícia Nacional. Mas em termos de condições de trabalho, o país não conseguiu dignificar a Polícia Nacional. «A polícia nacional tem vindo ao longo dos anos a conhecer melhorias significativas no que concerne a capacitação dos seus recursos  humanos, pese embora no que tange a meios materiais ainda estejamos muito aquém do desejável», assegurou o Presidente da República.

Apesar da crónica carência de meios materiais, Roldão Boa Morte anunciou que o Governo já definiu um plano estratégico de segurança interna que implica a unificação dos diversos serviços e forças de segurança do país, num só corpo institucional. Através deste plano, serão reduzidos os custos de funcionamento das forças de segurança e rentabilizados os recursos humanos e materiais.

Na celebração dos 44 anos, vários agentes da polícia nacional foram promovidos, com destaque para quatro novos subcomissários, que receberam formação na academia de Polícia da Rússia.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo