Oceânia | Timor Leste

Austrália poderá ter de pagar milhões para desmantelar plataforma no Mar de Timor

© Pxhere

O Governo da Austrália pode vir a ter que pagar 200 milhões de dólares australianos (124,36 milhões de euros) para desmantelar uma plataforma flutuante de petróleo no Mar de Timor, considerada uma “bomba-relógio ambiental”.

A informação foi avançada pela “ABC News”, que acrescenta que os reguladores do setor ordenaram em julho o fecho da Northern Endeavor, uma das maiores plataformas de petróleo ‘offshore’ da Austrália, no Mar de Timor, depois de terem comprovado ferrugem, falta de um sistema de combate a incêndios e “riscos de ocorrência de um grande acidente”.

O sucedido terá obrigado a empresa proprietária, Northern Oil and Gas (NOGA), a iniciar um processo de “administração voluntária”, um mecanismo de salvamento da empresa onde tem que ser nomeado um administrador independente que estuda as opções disponíveis.

A KPMG, empresa administradora nomeada, tem até à próxima semana para encontrar um comprador para a plataforma, que terá que gastar mais de 50 milhões de dólares australianos (31,1 milhões de euros) para reparar a embarcação no estaleiro em Darwin.

Caso não seja possível encontrar um comprador, os campos petrolíferos de Laminaria e Coralina, que se encontram em águas de Timor-Leste, terão que ser desativados, o que implica tapar várias cabeças dos poços para impedir a fuga de 24 milhões de barris de petróleo para o Mar de Timor. O custo desta operação está estimado em cerca de 124 milhões de euros, tendo que ser pago pelo Governo australiano ou pela antiga proprietária dos poços, a Woodside Petroleum.

De acordo com a organização não-governamental (ONG) La’o Hamutuk, os campos de Coralina e Laminária, que estão quase no final da sua vida útil, produziram uma média de 2.944 barris por dia no primeiro trimestre do ano, tendo custado cerca de mil milhões de dólares (910 milhões de euros) em investimentos em 1999. Desde que começaram a ser explorados, produziram mais de 203 milhões de barris com as estimativas de receitas a serem de 6,8 mil milhões de dólares (6,1 mil milhões de euros) e o Governo australiano a receber mais de 2,2 mil milhões de dólares (dois mil milhões de euros).

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo