Austrália rejeita trabalhadores timorenses vacinados com Sinovac

O Diretor Nacional do Emprego Exterior da Secretaria de Estado da Formação Profissional e Emprego (SEFOPE) de Timor-Leste, Filomeno Soares, informou que o Governo australiano rejeitou a entrada dos trabalhadores timorenses do programa sazonal que tomaram a vacina da Sinovac.

“O Governo timorense disponibiliza para os candidatos a trabalhadores sazonais duas vacinas contra a Covid-19 – Sinovac e AstraZeneca. No entanto, o Executivo australiano não aceita a entrada dos que foram vacinados com a Sinovac”, explicou.

“Depois de recebermos o anúncio, verificámos que a maioria destes tomou a da China”, acrescentou o responsável.

Ainda segundo Filomeno Soares, o anúncio da Austrália chegou depois do período de inoculação. No entanto, assegurou que a SEFOPE vai registar todos os nomes dos jovens que continuam na lista dos trabalhadores do programa sazonal australiano.

Quando questionado sobre os candidatos que já tomaram a vacina da Sinovac, disse que a SEFOPE vai coordenar-se com o Ministério da Saúde para resolver a situação.

“Vamos coordenar-nos com o Ministério da Saúde para vermos se estes podem tomar a da AstraZeneca. Não os podemos obrigar a vacinarem-se com a AstraZeneca, porque não queremos correr riscos”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin