Entrevista | Exclusivo | Timor Leste

Entrevista: Representante da Embaixada de Timor-Leste afirma que cooperação com Portugal “tem sido muito importante” para o desenvolvimento do país

Encarregada de Negócios da Embaixada de Timor-Leste, Maria Lourdes de Sousa

A Embaixada de Timor-Leste em Portugal não tem, atualmente, um Embaixador. Até à escolha de um novo sucessor, a Encarregada de Negócios da delegação, Maria Lourdes de Sousa, é a representante permanente oficial do Estado de Timor-Leste junto do Estado Português.

Maria Lourdes de Sousa abriu as portas ao e-Global para falar sobre a cooperação entre o seu país e Portugal, bem como as atividades que a Embaixada que representa tem vindo a desenvolver junto da sua comunidade residente no país lusitano e a importância da diáspora timorense, entre outros temas.

E-Global: Que actividades tem a Embaixada de Timor-Leste vindo a realizar junto da sua comunidade residente em Portugal?

Maria Lourdes de Sousa: A maior actividade feita entre 2017 e 2018 foi o recenseamento eleitoral para as eleições Presidenciais e Parlamentares em 2017 e as Eleições Antecipadas Parlamentares, que decorreu em maio de 2018.

Houve também a participação da comunidade na celebração dos dias nacionais do nosso país, incluindo algumas reuniões com alguns membros do governo timorense que visitam Portugal, a fim de actualizarem os cidadãos timorenses na diáspora sobre a situação política e social do país.

Para divulgar a nossa cultura incentivamos os nossos cidadãos a participar nas feiras e bazares por forma a divulgar o artesanato e a gastronomia timorense, como tem vindo a acontecer todos os anos no Bazar Diplomático.

Que valor considera ter a diáspora para Timor-Leste?

A diáspora teve um papel importante na difusão da causa de Timor-Leste em Portugal, bem como na frente diplomática. Existe uma grande comunidade timorense na diáspora e nas eleições de 2017 e 2018 demonstraram, através do voto, o interesse no desenvolvimento do país. Apesar de não estarem no país continuam a querer formar-se e voltar para contribuir no desenvolvimento do país, tendo em conta que Timor-Leste precisa de bons quadros.

Como se tem desenvolvido a relação entre Timor-Leste e Portugal?

Sabemos que Portugal teve um papel central, decisivo na nossa vitória. Ela não teria sido possível sem a acção diplomática concertada dos Países da CPLP e em particular de Portugal, que soube assumir com dignidade e determinação as suas responsabilidades como Potência Administrativa de Timor-Leste. As relações de cooperação entre Portugal e Timor-Leste iniciaram-se em 1999 e resultam de uma profunda relação histórica entre dois países, reflectida nas áreas de intervenção definidas por ambos.

A cooperação visa promover não só a redução da pobreza e melhoria das condições de vida da população, como também o aprofundamento da identidade do povo timorense, através da língua e da cultura do país. Queria sublinhar que para o desenvolvimento de Timor-Leste, a cooperação entre Timor-Leste e Portugal tem sido muito importante. Ambos os países estão empenhados em continuar a cooperar em áreas fulcrais tais como a educação, a justiça, o comércio, a segurança e a defesa.

Quais são os pontos fortes desta relação?

A presença do Português em Timor-Leste esteve ligada ao movimento da resistência timorense. A língua Portuguesa é um elemento da afirmação da identidade do povo timorense, que os distinguia dos demais e era uma arma para contrapor à cultura malaia.

A forte aposta na implementação da língua portuguesa em Timor-Leste, priorizando o sector da educação e formação de quadros dentro e fora do país, através do envio de professores da língua portuguesa para formação dos quadros timorenses, bem como o envio de estudantes de ensino superior para Portugal, para escolas do ensino secundário, ensino profissional, escola militar e cadetes de marinha, entre outras. E também para a formação de forças da F-FDTL [Forças de Defesa de Timor-Leste] e PNTL [Polícia Nacional de Timor-Leste].

Que avaliação faz do ensino da língua portuguesa em Timor, sobretudo no quadro da implementação do ensino das línguas maternas?

Devido a forte aposta que se tem vindo a dar na implementação da língua portuguesa, estamos no bom caminho para que as duas línguas oficiais sejam as predominantes em Timor-Leste. E que todos os cidadãos sejam capazes de falar português.

Enquanto Encarregada de Negócios, pode especificar melhor as suas funções?

Enquanto Encarregada de Negócios, até à chegada do novo Embaixador, exerço a função de representante permanente oficial do Estado de Timor-Leste junto do Estado Português. Sou também representante de Timor-Leste nas reuniões e recepções Bilaterais junto do Estado Português. Tomo, em consonância com o Governo, decisões político-diplomáticas nos âmbitos bilaterais, e sou a responsável máxima pelo funcionamento da Embaixada da República Democrática de Timor-Leste em Lisboa.

O que tem hoje Timor-Leste a oferecer aos investidores portugueses?

Timor-Leste é um país em crescimento, portanto precisa de investidores em diversas áreas, tais como a construção de edifícios, a modernização das infra-estruturas, o desenvolvimento do sector de Turismo, do sector da agricultura e pescas.

De acordo com a TradeInvest Timor-Leste, agência de promoção de investimento e exportação, o Regime Fiscal Timor-Leste continuará a ser um dos mais competitivos de toda a Ásia, sendo uma ferramenta fundamental de captação de investimento.

Depois de tantos anos em que Timor esteve na ribalta dos media internacionais, o país parece que volta a estar um pouco consumido nos seus próprios problemas político internos. De que forma Timor, e a diplomacia, pretendem alterar esta situação e renovar a imagem do país?

Acho que em Timor-Leste não está a acontecer nada. O que está a acontecer são desentendimentos mínimos, o que eu considero muito normal num país que está a desenvolver e que está a procurar meios para desenvolver muito melhor. Esses desentendimentos acontecem normalmente em qualquer parte do mundo e, como timorense, eu confio nas nossas lideranças. Eles sabem o melhor para o nosso país.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo