EUA apostam em acordo com Timor-Leste sobre aeroporto de Baucau

O embaixador dos Estados Unidos da América (EUA) em Díli, Kevin Blackstone, disse estar confiante num futuro acordo com Timor-Leste para um projeto que prevê a oferta de um avião. Este operaria a partir de Baucau para monitorizar as águas do país. 

Após a elaboração do texto final, este terá de ir a Conselho de Ministros e ser assinado para que o projeto continue. Prevê-se, na prática, a oferta de um avião Cessna para fiscalização marítima, bem como veículos de emergência e algumas melhorias ligeiras às infraestruturas do aeroporto em questão, como a construção de uma vedação de perímetro e de um edifício de armazenagem. 

Esta ideia já se arrasta desde 2018, altura em que os primeiros contactos sobre a iniciativa foram feitos entre Timor-Leste e a embaixada em Díli. No entanto, houve alguma polémica, com alguns críticos a sugerirem que se tratava de uma tentativa dos EUA de instalarem uma base em Baucau. 

Blackstone rejeita essa polémica e assegura que Washington não tem qualquer plano para uma base militar em Timor-Leste. Assim, realçou que o projeto foi solicitado pelo Governo timorense e que o mesmo vai ser totalmente gerido pelo país. 

No valor total de 10,7 milhões de dólares (8,81 milhões de euros), o projeto de apoio inclui igualmente muitos anos de manutenção e assistência, como a formação de pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin