Timor Leste

Governo de Timor-Leste responde à moção de censura apresentada pela oposição no final deste mês

arquivo

O primeiro-ministro timorense, Mari Alkatiri, anunciou esta quinta-feira que o Governo vai responder à moção de censura apresentada pelos partidos de oposição, no final deste mês, a 31 de janeiro, escreve o portal Timor Agora. Mario Alkatiri acrescentou ainda que a moção de censura apresentada “não tem mérito” e que está apenas a ser usada pelas forças da oposição para fazer cair o Governo.

As três forças da oposição – Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), Partido Libertação Popular (PLP) e Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) – têm acusado o presidente do Parlamento, Aniceto Guterres Lopes, de violar o regimento por não agendar reuniões plenárias, incluindo para debater a moção de censura e uma proposta de destituição do responsável do parlamento.

Esta semana, em respostas às declarações dos partidos da oposição, Aniceto Lopes respondeu a moção de censura ainda não estava agendada porque era necessário concertar a data com o Governo.

Desde o início deste ano, Timor-Leste vive em sistema de duodecimal, sem orçamento de Estado aprovado e com o futuro do país nas mãos do Presidente timorense, Francisco Guterres Lu Olo.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo