Europa | Portugal | Timor Leste

Portugal e UE apoiam polícia de investigação timorense com servidores

Os embaixadores de Portugal e da União Europeia (UE) assinaram uma adenda a um projeto de cooperação com Timor-Leste. Tal irá permitir a aquisição de servidores seguros para a Polícia Científica e de Investigação Criminal (PCIC) timorense.

O representante de Portugal que rubricou o documento foi José Pedro Machado Vieira. Já o embaixador da UE em Díli era Andrew Jacobs. A adenda em questão insere-se no Acordo de Delegação do Projeto “Parceria para a melhoria da Prestação de Serviços através da Gestão e Supervisão das Finanças Públicas reforçada em Timor-Leste” (PFMO).

Segundo uma nota divulgada pela Embaixada em Portugal, será adquirido um ‘hardware’ de servidores que permitirá “a instalação e a operação de sistemas de análise e tratamento de informação avançados, em condições de utilização operacional e de segurança e integridade”.

Através desse material poderão ser usados “novos instrumentos tecnológicos e software especializado no combate à criminalidade organizada, em cooperação com os restantes órgãos de polícia criminal em Timor-Leste e com as polícias congéneres em todo o mundo”.

Está previsto um núcleo de servidores, os equipamentos de armazenagem de dados e as UPS’s, além de uma solução de ‘backup’, uma vez que tal se encontra previsto no acordo “assistência técnica e manutenção”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo