Timor-Leste apoiado por Austrália no controlo migratório

A Embaixada da Austrália em Díli, capital timorense, informou que vai ajudar Timor-Leste a melhorar o sistema de gestão das fronteiras e controlo migratório. Este tema foi debatido pelo vice-ministro do Ministério do Interior, António Armindo, e a Primeira Secretária para os Assuntos Internos australianos, Wanda Sendzimir. 

O foco do encontro foi o fortalecimento do mecanismo de serviço migratório através de um sistema de informação. Assim, seria assegurada a gestão das fronteiras de maneira mais adequada nos postos de migração instalados em todo o território timorense. 

No comunicado divulgado por Wanda Sendzimir pode ler-se que os dois governantes conversaram “sobre como melhorar o sistema de atendimento que será estabelecido no próximo mês, incluindo o projeto do sistema de informação de gestão das fronteiras, financiado pelo Governo da Austrália”. 

Também a Organização Internacional para as Migrações já se tinha comprometido a apoiar com equipamentos de gestão de fronteiras, o que incluiria um sistema de informação e análise de dados dos serviços de migração (MIDAS, em inglês) para a monitorização eletrónica dos passageiros que entram e saem do país pelos postos integrados da migração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin