Timor-Leste: Aprovado subsídio para jornalistas na linha da frente

jornais; imprensa; jornalismo

O Governo de Timor-Leste aprovou hoje o projeto de decreto lei que cria um subsidio para as pessoas que efectuaram actividades jornalísticas junto da Sala de Situação do Centro Integrado de Gestão de Crises (CIGC) durante a vigência do estado de emergência.

Fidélis Magalhães, Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, revelou que os jornalistas que trabalharam directamente com o CIGC terão direito a receber um subsídio, explicando que “ a atribuição do subsídio recai apenas nos jornalistas que estiveram na linha da frente e que obtiveram a certificação pelo Centro Integrado de Gestão de Crise”.

O ministro acrescentou que o Executivo submeterá o Decreto-Lei ao Presidente da República, Francisco Guterres Lú Olo, para posterior promulgação, após a sua redacção final.

“Estes profissionais desempenharam as suas funções de forma exemplar, contribuindo para a difusão de informação credível sobre a prevenção e controlo da doença no país. Assim, atenuaram o receio da população e preveniram o pânico generalizado, servindo o superior interesse público na transmissão da informação” concluiu Fidélis Magalhães.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Portugal: Aposta na inovação no setor agroindustrial marcou celebração de 15 anos da InovCluster em Castelo Branco

Portugal: Aposta na inovação no setor agroindustrial marcou celebração de 15 anos da InovCluster em Castelo Branco

A InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro, uma das mais destacadas instituições no setor, localizada em Castelo Branco,…
Guiné-Bissau: Nabiam acusa Sissoco de pretender eliminar líderes políticos guineenses

Guiné-Bissau: Nabiam acusa Sissoco de pretender eliminar líderes políticos guineenses

O antigo Primeiro-ministro e líder da APU-PDGB, Nuno Gomes Nabiam, acusou, esta quinta-feira, 11 de Julho, o Presidente da República…
Moçambique: Actividade Económica continuou fechada na vila de Macomia enquanto FADM justifica a razão da morte de um comerciante local 

Moçambique: Actividade Económica continuou fechada na vila de Macomia enquanto FADM justifica a razão da morte de um comerciante local 

Na terça-feira (9) a vila de Macomia, centro de Cabo Delgado, ficou agitada na sequência de uma manifestação da população…
Tanzânia: Ministérios de Pesca de Zanzibar e da Coreia do Sul assinam acordo para construção de Porto Pesqueiro 

Tanzânia: Ministérios de Pesca de Zanzibar e da Coreia do Sul assinam acordo para construção de Porto Pesqueiro 

O Ministério de Pesca e Economia Azul do Zanzibar e dos Oceanos e Pesca da República de Coreia assinaram um…