Timor-Leste: Austrália poderá conseguir entre 1,8 a 7,1 mil milhões de euros com Greater Sunrise

O Governo da Austrália obteve uma estimativa entre dois e oito mil milhões de dólares (1,8 a 7,1 mil milhões de euros) no que diz respeito à receita recebida através da exploração dos campos de Greater Sunrise, no Mar de Timor.

Este número estimado integra a exposição de motivos das emendas legislativas que o Governo australiano apresentou no Parlamento e que têm que ser aprovadas antes da ratificação, em agosto, do tratado permanente de fronteiras marítimas com Timor-Leste.

No documento divulgado pode ler-se que “a receita depende dos termos do conceito de desenvolvimento a ser acordado entre a Austrália, Timor-Leste e o Consórcio do Greater Sunrise para o desenvolvimento dos campos do Greater Sunrise”, referindo ainda o mesmo que o país da Oceânia nota que “o benefício financeiro exato para a Austrália dependerá de uma série de fatores, incluindo o conceito de desenvolvimento escolhido, a economia do projeto e os preços de mercado vigentes para petróleo e gás”.

“A implementação interna do Tratado beneficia a Austrália e proporciona segurança e estabilidade aos investidores no estabelecimento de uma base legal internacional para o desenvolvimento contínuo dos principais depósitos de petróleo e gás no Mar de Timor”, sublinha.

Camberra vai debater sobre diversos diplomas que alteram um pacote alargado de leis, sabendo-se que pelo menos três diplomas estarão em cima da mesa, entre eles um que foi apresentado a 28 de novembro do ano passado, sobre “Alterações Relevantes em Consequência do Tratado das Fronteiras Marítimas do Mar de Timor”.

A partir da entrada em vigor do Tratado, o que se prevê ocorrer a 30 de agosto, atura em que se assinalam os 20 anos do referendo de independência, “Timor-Leste receberá toda a receita futura a montante proveniente das atividades petrolíferas no campo petrolífero de Kitan e nos campos de gás de Bayu-Undan”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Prevalece a dúvida se o PAIGC irá participar nas eleições em Junho

Guiné-Bissau: Prevalece a dúvida se o PAIGC irá participar nas eleições em Junho

A não anotação dos órgãos saídos do Xº Congresso Ordinário tem sido interpretado por membros do Partido Africano da Independência…
TIMOR GAP recusa proposta de Timor Resources como solução

TIMOR GAP recusa proposta de Timor Resources como solução

A petrolífera timorense TIMOR GAP decidiu rejeitar uma proposta da empresa australiana Timor Resources para resolver uma disputa iniciada em 2019 e…
Moçambique isenta 28 países de vistos de turismo e negócios

Moçambique isenta 28 países de vistos de turismo e negócios

O Governo moçambicano atribuiu a isenção de vistos a Portugal e outros 27 países considerados de baixo risco de imigração…
Angola: PR cria comissão para centralizar negociações comerciais

Angola: PR cria comissão para centralizar negociações comerciais

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, decidiu criar a Comissão Nacional de Negociações Comerciais. Trata-se de uma estrutura que reúne…