Timor Leste

Timor-Leste: Cheias causam mais de sete mil desalojados

Timor-Leste contabiliza 27 mortes em todo o território e mais de sete mil desalojados só em Díli, capital do país, segundo os dados divulgados pelo Governo nesta segunda-feira, 05 de abril. O motivo deve-se às cheias ocorridas neste fim de semana. 

“Até agora os dados de vítimas mortais em todo o país é de 27. Além destas pessoas que perderam a vida, há ainda oito casos de pessoas cuja situação não é ainda conhecida”, partilhou o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidelis Magalhães. 

“Em Díli confirma-se até ao momento um total de 13 mortos e mais de sete mil desalojados, que estão de momento abrigados em 12 espaços localizados em vários pontos da cidade”, acrescentou. 

As declarações foram feitas após uma reunião liderada pelo primeiro-ministro, Taur Matan Ruak, da Comissão Interministerial para a Proteção Civil e Desastres Naturais, para coordenação da resposta ao impacto das inundações. 

O Governo já solicitou o auxílio de entidades privadas para atenuar os efeitos das cheias. Entretanto, sabe-se que a Secretaria de Estado da Proteção Civil vai funcionar como centro operacional de recolha de apoio humanitário, tendo o vice-primeiro-ministro e o ministro das Obras Públicas pedido o contributo de entidades do setor privado que possuam máquinas para apoiar nas ações de limpeza. 

“As autoridades durante o dia de ontem mobilizaram esforços para providenciar abrigo e apoio alimentar aos desalojados e iniciaram as intervenções nas infraestruturas com o objetivo de restabelecer a mobilidade viária e o fornecimento de energia elétrica com segurança e garantir a reparação de sistemas de abastecimento de água danificados e efetuar os trabalhos urgentes de limpeza de drenagens, normalização e desassoreamento de ribeiras”pode ler-se na nota do Executivo.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo