Timor-Leste coopera com Japão no desenvolvimento humano

Os governos de Timor-Leste e do Japão assinaram nesta quinta-feira, 27 de julho, o terceiro acordo relacionado com o projeto nipónico de bolsas de estudo para o desenvolvimento dos recursos humanos.

O acordo entre os dois países foi rubricado pela ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Adaljiza Magno, e pelo embaixador japonês em Díli, Kinefuchi Masami. Foi ainda assinado o acordo sobre o Fundo Gratuito para o projeto Japan Development Scolarship (JDS, na sigla inglesa) com o representante da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), Goto Ko.

Segundo Masami, o projeto JDS visa convidar jovens funcionários públicos timorenses a estudarem no Japão para que possam obter novos conhecimentos e competências específicas sobre a política de planeamento. O programa pretende que os beneficiários possam depois aplicar no local de trabalho tudo o que aprenderam.

“Os bolseiros vão frequentar universidades de pós-graduação, durante dois anos, no Japão. Espero que possam obter o diploma de mestrado no final do curso”, declarou.

“Oito estudantes do primeiro grupo já se deslocaram ao Japão nos últimos dois anos. Estão atualmente a estudar neste país”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

A ministra da Agricultura do Brasil Tereza Cristina anunciou que vai apresentar um plano nacional para produção de fertilizantes no…
Moçambique: exoneração de Membros do Governo

Moçambique: exoneração de Membros do Governo

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, no uso das competências que lhe são conferidas pela alínea a) do número…
Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

O governo brasileiro não aderiu a uma ação de 39 países que solicitaram a abertura de investigações formais contra o…
Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

A despeito da posição “neutra” declarada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Brasil votou nesta quarta-feira (2) pela imediata retirada das…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin