Timor-Leste defende zonas económicas livres na fronteira com Indonésia

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, defendeu nesta segunda-feira, 07 de novembro, a criação de zonas económicas livres na fronteira com a Indonésia que possam incluir parques industriais transfronteiriços, de maneira a ser benéfico para ambos os países. 

“O nosso país necessita de tirar proveito da sua proximidade física com a Indonésia, para desenvolver parcerias económicas, aprofundar o relacionamento bilateral para desenvolver a sua capacidade produtiva, desenvolver nichos de mercado e conseguir aproximar-se mais dos mercados regionais”, afirmou no Parlamento, citado pela “Lusa”. 

“As indústrias e os serviços transfronteiriços poderão capitalizar essa proximidade e tornar Timor-Leste mais atrativo para o investimento estrangeiro, para a promoção do comércio e a participação nas cadeias de valor regionais, criando interessantes vantagens competitivas”, acrescentou. 

As declarações foram feitas no arranque do debate na generalidade da proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2023. Ruak mencionou assim um conjunto de propostas discutidas pelos chefes de Estado de Timor-Leste e da Indonésia durante a visita do Presidente timorense, José Ramos-Horta, a Jacarta

Para o primeiro-ministro, a criação de zonas económicas livres transfronteiriças, “edificadas em torno de uma estratégia concertada e integrada entre Timor-Leste e a Indonésia”, poderá ter um papel importante na criação de novos polos de desenvolvimento económico.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…