Timor Leste

Timor-Leste: Deputados da coligação no Governo defendem cortes no OGE para 2020

Parlamento de Timor-Leste

Vários deputados da Aliança de Mudança para o Progresso (AMP), coligação do Governo de Timor-Leste, querem cortar até um terço do valor da proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2020 apresentada pelo Executivo.

Segundo os próprios, são necessários cortes que façam baixar as contas públicas para o próximo ano dos atuais 1,95 mil milhões de dólares para um valor entre 1,3 e 1,6 mil milhões de dólares.

Entretanto, a oposição declarou que prefere aguardar até à apresentação dos relatórios finais das comissões e ao debate no plenário antes de anunciar a sua posição.

Esta discussão sobre o OGE deve-se, em parte, pelo facto de o teto final de despesa, decidido no Comité de Revisão da Política Orçamental, ter ultrapassado significativamente a proposta apresentada pelo Ministério das Finanças. O comité aprovou o aumento de 300 milhões de dólares na proposta inicial para o segundo maior valor orçamental de sempre, correspondendo o mesmo a 1,95 mil milhões de dólares.

A tensão política dentro da AMP em relação ao assunto levou o secretário-geral do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT) e coordenador do Conselho Diretivo Nacional da AMP, Francisco Kalbuadi Lay, a convocar para sábado, 16 de novembro, uma reunião para debater o assunto.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo