Timor-Leste: Diáspora na Austrália enviou USD 26,5 milhões

Os trabalhadores timorenses na Austrália enviaram, entre 2013 e 2020, uma quantia de 26,5 milhões de dólares americanos para Timor-Leste. O número foi avançado pelo Diretor Nacional do Emprego Exterior da Secretaria de Estado para a Formação Profissional e Emprego, Filomeno Soares. 

“De acordo com as estimativas, as remessas anuais são de dois milhões de dólares [mais de um milhão e meio de euros], enviadas através do Banco Nacional do Comércio de Timor-Leste [BNCTL], acrescentou, citado pela “Tatoli”. 

Para Filomeno Soares, essas remessas são uma vantagem para o país, uma vez que a contribuição da diáspora timorense pode ajudar na recuperação da economia. 

Os dados da Secretaria de Estado para a Formação Profissional e Emprego indicam que existem, atualmente, 1.260 trabalhadores timorenses na Austrália. Desses, 913 são homens e 347 são mulheres. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin