Timor-Leste: Dirigentes querem demissão de vice-primeira-ministra

Dirigentes políticos timorenses defenderam nesta sexta-feira, 09 de julho, que a vice-primeira-ministra, Armanda Berta dos Santos, deveria demitir-se por motivos de “ética política”

A explicação dada para esta posição foi o facto de a visada ter anunciado a sua candidatura às presidenciais de 2022. Uma vez que o fez, deveria deixar as funções oficiais, que lhe fornecem responsabilidade a nível de governação, além de benefícios como viatura e combustível, entre outros. 

Os dirigentes que defendem esta demissão falam de “ética política”. Um deles é José Ramos-Horta, antigo Presidente da República. O político também já disse estar disponível para ser candidato às presidenciais

Outro defensor desta demissão é o secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, que realçou o facto de a candidatura de Berta dos Santos ter sido anunciada ainda antes de as eleições terem sido marcadas. 

Tratam-se de opiniões partilhadas também por António da Conceição, deputado do Partido Democrático (PD), que considera igualmente a existência de incompatibilidade entre o cargo de vice-primeira-ministra e a candidatura. O político lembrou que em 2017 era ministro da Educação e que anunciou a sua candidatura presidencial dentro do período eleitoral, tendo então pedindo a suspensão de funções. 

Entre estes e outros políticos que concordam com a demissão, há também que discorde, como é o caso do ministro da Presidência do Conselho da Ministros, Fidelis Magalhães. Isto porque não vê questões éticas nem incompatibilidades no facto de a vice-primeira-ministra manter-se em funções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Revista de Imprensa Lusófona de 15 de setembro de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 15 de setembro de 2021

Em Portugal o “Público” destaca o título “Autárquicas 2021: Mais de 80% dos presidentes de câmara recandidatam-se, metade entra no…
Noruega abre duas novas áreas offshore para captura e armazenamento de carbono

Noruega abre duas novas áreas offshore para captura e armazenamento de carbono

O governo norueguês lançou duas novas áreas para injeção e armazenamento de dióxido de carbono na plataforma continental norueguesa. O…
Angola: Partidos passam a assumir despesas da fiscalização do registo eleitoral

Angola: Partidos passam a assumir despesas da fiscalização do registo eleitoral

O diretor nacional para o Registo Eleitoral Oficioso, Fernando Paixão, informou que os partidos políticos terão de assumir as despesas…
Reduzir o açúcar em alimentos embalados pode prevenir doenças em milhões de pessoas

Reduzir o açúcar em alimentos embalados pode prevenir doenças em milhões de pessoas

Cortar 20% do açúcar dos alimentos embalados e 40% das bebidas poderia prevenir 2,48 milhões de eventos de doenças cardiovasculares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin