Timor-Leste e Austrália reunidos na resposta ao ciclone Seroja

O ministro da Presidência do Conselho de Ministros de Timor-LesteFidelis Magalhães, reuniu-se nesta quarta-feira, 21 de abril, com o Embaixador da Austrália no país, Peter Roberts, no Palácio do Governo, em Díli. 

Fidelis Magalhães agradeceu o apoio da Austrália a Timor-Leste, tanto no combate à Covid-19 como na resposta às inundações registadas no início deste mês. Segundo o governante, o país enfrenta, atualmente, dois grandes desafios, relacionados com a pandemia e com os desastres naturais, tendo o Governo timorense de dividir a sua ação entre a intervenção de emergência, a recuperação dos estragos e a resposta aos impactos socioeconómicos. 

Durante o encontro foi então analisado o pacote de apoio do Governo australiano, no valor de sete milhões de dólares australianos (cerca de quatro milhões de euros), para a resposta às inundações de 04 de abril, provocadas pelo ciclone tropical Seroja. 

Ao abrigo deste pacote de assistência humanitária, chegaram ao país diversas toneladas de suprimentos de emergência e uma equipa de assistência médica australiana que, além de ajudar na resposta de emergência, vai trabalhar com uma equipa do Ministério da Saúde no âmbito do combate à Covid-19. 

governante e o diplomata mencionaram igualmente o compromisso da Austrália no envio de doses de vacinas AstraZeneca fabricadas na Austrália. O objetivo do Governo timorense é ter a população toda vacinada até ao final deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin