A imagem é liberada livre de copyrights sob Creative Commons CC0. Você pode baixar, modificar, distribuir e usá-los royalty free para qualquer coisa que você gosta, mesmo em aplicações comerciais. A atribuição não é obrigatória.

Timor-Leste e Cabo Verde reconhecidos no combate à malária

O Dia Mundial de Combate à Malária celebrou-se neste domingo, 25 de abril. Para assinalá-lo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) destacou as conquistas alcançadas em países que se aproximam da eliminação da doença, como Timor-Leste e Cabo Verde.

Timor-Leste relatou apenas um paciente, fazendo assim parte das nações classificadas como tendo chegado a excelentes progressos rumo ao fim de casos desta doença. 

Já Cabo Verde encontra-se entre oito nações que relataram zero casos durante três anos, até ao final de 2020. O arquipélago integrou parte da iniciativa conhecida como E-2020, apoiada pela agência da Organização das Nações Unidas (ONU). 

Neste ano de 2021, a OMS anunciou 25 países com potencial para erradicar a malária em um prazo de cinco anos. Os mesmos irão receber auxílio especializado e orientação técnica para alcançarem essa meta. 

Recorde-se que em 2019 a doença infetou cerca de 229 milhões e matou 409 mil pessoas em 87 países. Destes, 46 reportaram menos de 10 mil pacientes, em comparação com 26 nações em 2000.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin