Timor-Leste: Empossada primeira mulher a Presidente da Autoridade Municipal de Díli

O ministro da Administração Estatal de Timor-Leste, Miguel Pereira de Carvalho, empossou a nova Presidente da Autoridade do Município de Díli, Guilhermina Filomena Saldanha, nesta segunda-feira, 20 de setembro. 

A empossada, que se trata da primeira mulher a ocupar o referido cargo, terá pela frente um mandato de cinco anos. Isto acontece depois de ter substituído Gaspar Soares, o presidente cessante. 

Guilhermina Saldanha comprometeu-se a respeitar a Constituição timorense para servir o povo e o país com responsabilidade. “Cumprirei todos os regulamentos e exercerei a minha função de acordo com os interesses do país. Servirei bem o público, a comunidade e o povo, com honestidade, profissionalismo e responsabilidade”, declarou na altura da tomada de posse, que teve lugar no Salão da Administração do Município de Díli. 

Por sua vez, o ministro da Administração Estatal pediu à nova presidente para que exercesse as suas funções com responsabilidade e que mantivesse a cooperação com todas as partes, de maneira a contribuir para o desenvolvimento da capital de Timor-Leste. 

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin