Timor-Leste: Estudo indica elevada taxa de chumbo e más condições no sistema educativo

Um estudo realizado pela Monash University, na Austrália, indica que a taxa de alunos que repetem os anos em Timor-Leste encontra-se “entre as mais altas do mundo, fora de África”. 

De acordo com os dados revelados, 59% dos jovens de 16 anos estão dois ou mais níveis abaixo do que deveriam. Existem dois terços das crianças no primeiro ano letivo a terem nota zero em avaliações de compreensão. 

O documento, intitulado “A Economia da Educação em Timor-Leste”, avalia os progressos no setor nos últimos anos e avança que cerca de 9,4% das crianças entre os 12 e os 18 anos não completaram qualquer nível escolar.  28% dos jovens de dez anos estão dois ou mais níveis abaixo do que deveriam. 

Estes problemas agravam nas zonas rurais. Aos 17 anos, por exemplo, um jovem de uma família de agricultores pobres num concelho rural, com pais sem educação formal, estará seis níveis abaixo de uma criança de classe média em Díli, capital timorense, o que faz com que a desigualdade social de acesso à educação seja “um grande desafio para o futuro desenvolvimento de Timor-Leste”. 

O estudo analisa igualmente os resultados das avaliações de alunos — com base no sistema de avaliação de capacidades EGRA (Early Grade Reading Assessment, em inglês) -, que mostram que apesar de algumas melhorias, continua a haver uma grande percentagem de alunos com pontuações zero. Só em 2017, alunos da primeira classe tiveram nota zero 76% em compreensão, 74% em fluência e leitura de texto, 70% em não-palavras, de 56% em palavras e de 10% em letras. 

Na maior parte dos casos, a percentagem de alunos com zero foi muito alta. Existe uma grande percentagem de alunos que ainda não se envolveram com a aprendizagem e parecem ter feito pouco ou nenhum progresso nestas áreas de leitura e literacia. 

“Apesar de estarem a frequentar a escola, parecem ter aprendido pouco ou nada até agora. Este problema não parece ter melhorado muito entre 2009 e 2017”conclui o documento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

O Vice-Presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Domingos Barreto, informou que o debate público dos candidatos à Presidência da…
Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, confere posse a Adriano Maleiane nesta sexta-feira, 04 de março. O ex-ministro da…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin