Timor-Leste: Governo analisa projetos do fundo das infraestruturas

O Conselho de Ministros de Timor-Leste analisou nesta quarta-feira, 26 de janeiro, os resultados da gestão e execução dos projetos financiados pelo fundo das infraestruturas, além dos principais desafios encontrados, soluções e recomendações para uma melhoria.

Segundo o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidelis Magalhães, a apresentação sobre o ponto de situação da execução dos referidos projetos foi feita pelo vice-primeiro-ministro e ministro do Plano e Ordenamento, José Reis.

“O ministro apontou os principais resultados da gestão e execução do fundo das infraestruturas do Secretariado dos Grandes Projetos, dos serviços de verificação e inspeção realizados pela Agência de Desenvolvimento Nacional, I. P.”, partilhou, citado pela “Tatoli”.

“Além disso, fez uma breve apresentação acerca dos processos de aprovisionamento dos projetos do fundo das infraestruturas da Comissão Nacional de Aprovisionamento”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin