Timor-Leste: Governo aprova política de Planeamento Familiar

Ministro timorense Fidelis Magalhães

O Governo timorense aprovou nesta quarta-feira, 09 de fevereiro, a Política Nacional de Planeamento Familiar apresentada pela ministra da Saúde, Odete Freitas Belo. 

“A nova política agora aprovada tem como objetivo central adaptar os conceitos de planeamento familiar integrado ao contexto de Timor-Leste. Esta política assenta no compromisso político que motivou a adesão nacional ao Plano de Ação da Conferência Internacional de População e Desenvolvimento”, disse o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidelis Magalhães, citado pela “Tatoli”. 

Este planeamento quer ainda diminuir a mortalidade materna, através de ações de aconselhamento genético e conjugal e de informação de métodos e fornecimento de meios de contraceção e tratamento da infertilidade. Visa ainda adotar medidas de prevenção de doenças de transmissão sexual e o rastreio do cancro genital. 

“Os métodos de planeamento familiar constituem instrumentos essenciais na defesa da saúde das mães e dos filhos e na qualidade de vida dos familiares”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…