Timor-Leste inicia em setembro recenseamento eleitoral no estrangeiro

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a atualização do recenseamento eleitoral no estrangeiro e também do respetivo calendário de operações para as eleições presidenciais. Recorde-se que estas estão agendadas para 2022.

De acordo com o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidelis Magalhães, a inscrição ou a atualização da mesma no recenseamento irão decorrer entre 03 de setembro deste ano e 14 de janeiro de 2022. Trataa-se de um período de tempo mais longo do que o normal devido à pandemia da Covid-19.

“A Resolução do Governo visa assegurar a realização das operações de recenseamento eleitoral no estrangeiro para permitir aos cidadãos timorenses que residem fora do país o exercício do seu direito de voto”, acrescentou.

O recenseamento vai ser feito em missões diplomáticas e postos consulares, além de haver postos de recenseamento móvel em Portugal, no Reino Uido, na Austrália e na Coreia do Sul.

Os dados do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) indica que existem cerca de seis mil eleitores no estrangeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin