Ásia | Timor Leste

Timor-Leste já acolheu 178 projetos do Japão

Díli, capital de Timor-Leste
Díli, capital de Timor-Leste

O embaixador do Japão em Timor-Leste, Kinefuchi Masami, afirmou que o Governo japonês tem apoiado vários projetos governamentais de grande escala. O mesmo tem acontecido com projetos de menor escala, que beneficiam diretamente a população local.

“Já foram realizados ao todo 178 projetos de menor dimensão com o objetivo de atenderem diretamente à população dos 13 municípios”, declarou Masami.

Ainda segundo o diplomata, o Fundo de Assistência da Segurança para a Comunidade tem desempenhado um papel importante na área, focando-se na melhoria e expansão da prestação dos serviços sociais em Timor-Leste.

Foram apoiados vários setores, entre os quais o da construção civil, na edificação de instituições de ensino, de saúde e também foi instalado o sistema de abastecimento de água.

O ministro da Educação, Juventude e Desporto agradeceu ao Governo japonês o apoio prestado na implementação dos projetos. Armindo Maia disse que o Executivo timorense usou cerca de 31 milhões de dólares (25 milhões de euros) do orçamento do Estado para 2021 na reabilitação e construção de novas escolas, o que incluiu salas de aula, salas para os professores e também bibliotecas.

No entanto, prosseguiu a mesma fonte, “o orçamento de 31 milhões de dólares americanos é insuficiente para a reabilitação e construção de escolas em todo o país. Identificámos cerca de 600 escolas carenciadas no país. O orçamento aprovado é apenas suficiente para reabilitar e construir mais de 200 escolas, ficando de fora as restantes 400 escolas”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo