Timor-Leste: Lu-Olo aceita apoio financeiro por incapacidade ou morte causada pela vacina da Covid

O chefe de Estado timorense, Francisco Guterres Lu-Olo, concordou com o projeto de decreto-lei acerca da criação de apoios financeiros para quem sofrer incapacidade ou morrer após a inoculação da vacina experimental contra a Covid-19.

O parecer positivo dado pelo governante a esta assistência financeira exige, no entanto, a apresentação de prova científica por parte das equipas médicas, para se certificar de que tenha sido a vacina a causadora de incapacidade ou morte.

De acordo com o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidelis Magalhães, o decreto-lei prevê que, no caso da incapacidade ser inferior a 30%, é dada uma compensação de mil dólares norte-americanos (842 euros). Se essa incapacidade estiver entre os 30% e os 70%, a quantia sobe para 2.100 dólares (1.768 euros).

Em caso de morte, a compensação está fixada no valor de dez mil dólares (8.417 euros).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Mercados voláteis de energia vieram para ficar, alerta Agência Internacional de Energia

Mercados voláteis de energia vieram para ficar, alerta Agência Internacional de Energia

Os preços da energia em todo o mundo atingiram níveis recordes com uma crise de energia que atinge a Europa…
Cabo Verde: Neves liga Veiga a "movimentos extremistas"

Cabo Verde: Neves liga Veiga a "movimentos extremistas"

O candidato presidencial José Maria Neves voltou a afirmar que o rival Carlos Veiga tem ligação a “movimentos extremistas”. Como tal, considera…
Programa "Detetives das Emoções" ajuda a combater a ansiedade e depressão em crianças

Programa "Detetives das Emoções" ajuda a combater a ansiedade e depressão em crianças

Um estudo piloto realizado por uma equipa da Universidade de Coimbra (UC), indica que o programa de intervenção psicológica vulgarmente…
Estudantes de jornalismo com motivações altas e expectativas baixas sobre o seu futuro profissional

Estudantes de jornalismo com motivações altas e expectativas baixas sobre o seu futuro profissional

Uma grande percentagem dos alunos que frequentam os cursos de jornalismo e comunicação em Portugal não acredita na possibilidade de…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin