Presidente de Timor-Leste, Francisco Guterres Lu-Olo

Timor-Leste: Lu-Olo exonera comandante Anan Timur

O Presidente timorense, Francisco Guterres Lu-Olo, exonerou o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Lere Anan Timur. A decisão foi tomada esta sexta-feira, 28 de janeiro, e tem como objetivo permitir que o exonerado possa apresentar a sua candidatura às eleições presidenciais, marcadas para 19 de março.

“É exonerado o tenente-general Tito da Costa Cristóvão (Lere Anan Timur) do cargo de chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas”, pode ler-se no decreto de Lu-Olo, citado pela “Lusa”.

Através de um segundo decreto, o governante promoveu o major-general Domingos Raul (Falur Rate Laek) ao posto de tenente-general. Num terceiro texto nomeou-o como sucessor de Anan Timur no comando das Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL).

Os decretos, publicados no Jornal da República, foram assinados pelo chefe de Estado após uma reunião do Conselho Militar e uma proposta nesse sentido do Governo, além de ter sido ouvido o Conselho Superior de Defesa e Segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin