Timor Leste

Timor-Leste: Mais de 4.300 pessoas continuam deslocadas em Díli

Díli, capital de Timor-Leste
Díli, capital de Timor-Leste

Existem ainda mais de 4.300 pessoas deslocadas em centros de acolhimento em Díli, capital de Timor-Leste, devido às cheias ocorridas no país, a 04 de abril. O sucedido afetou, ao todo, mais de 28.700 famílias e provocou 32 mortes. 

Os 4.300 indivíduos encontram-se repartidos por sete centros de acolhimento, segundo o último balanço do Ministério da Administração Estatal (MAE). As inundações causaram perdas de casas, bens pessoais e plantações agrícolas, entre outras. 

De acordo com os dados atualizados, ficaram destruídas ou danificadas 4.546 casas e mais de 2.160 hectares de campos de cultivoprincipalmente em Manatuto, Bobonaro, Liquiçá e Viqueque. Houve também dano em 42 estradas, 23 pontes e 29 outras infraestruturas, incluindo escolas e outros edifícios públicos. 

Das 28.734 famílias afetadas a nível nacional, 25.881 pertencem ao município de Díli (90%) e 2.853 (10%) aos restantes municípios.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo