Timor Leste

Timor-Leste: Matan Ruak admite eleições antecipadas se membros do Governo não tomarem posse

Taur Matan Ruak

O primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, informou nesta segunda-feira, 21 de outubro, que está preparado para o cenário de eleições antecipadas caso o Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo, continue a recusar-se a dar posse a nove membros do Governo, indigitados há mais de um ano.

A afirmação foi feita perante os jornalistas no Palácio Presidencial, em Díli, tendo o governante acrescentado que essa foi uma das questões que transmitiu ao Chefe de Estado durante a reunião semanal com o mesmo.

“Falei hoje com o Presidente da República relativamente à questão de não dar posse aos membros pendentes do Governo e, se isso não acontecer, então parece que teremos eleições antecipadas de novo”, declarou.

“Se toda a gente quiser eleição antecipada, eu não tenho problema e tenho muito apoio. Vai correr bem. Se calhar é melhor irmos mesmo para eleições antecipadas”, acrescentou.

Esta foi a primeira vez que Matan Ruak, cujo Governo surgiu de legislativas antecipadas em 2018, sugeriu novas eleições para resolver o impasse sobre a tomada de posse de vários membros do Executivo da Aliança de Mudança para o Progresso. Isto porque há mais de um ano que o Presidente de Timor-Leste continua a recusar dar posse a nove membros do Executivo indigitados pelo primeiro-ministro, com o argumento de terem processos na Justiça ou um “perfil ético controverso”.

Em resposta à posição do Chefe de Estado, a maioria do Governo no Parlamento votou sucessivamente para impedi-lo de se ausentar do país em viagens oficiais, incluindo a Portugal, Cabo Verde, Estados Unidos da América e Japão.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo