Timor-Leste: Ministério informa imprensa sobre adesão à OMC

A equipa do Ministério Coordenador dos Assuntos Económicos (MCAE) responsável pelo processo de adesão de Timor-Leste à Organização Mundial do Comércio (OMC) organizou nesta sexta-feira, 01 de outubro, uma sessão de esclarecimento à imprensa acerca do assunto. 

“A equipa do MCAE divulgou informações sobre o processo de adesão de Timor-Leste à OMC, inserido na agenda do Governo. Atualmente, Timor-Leste tem o estatuto de país observador na OMC”, disse o Secretário Técnico da Adesão de Timor-Leste à OMC, Cesar Diaz Quintão. 

Também segundo o responsável, o país precisa de uma reforma institucional a nível de Produto Interno Bruto (PIB) e do reforço de recursos humanos para aderir à OMC. 

As vantagens desta adesão, realçou, traduzem-se mais oportunidades de expansão de negócios na diáspora, além de uma maior confiança por parte dos empresários internacionais para investirem em Timor-Leste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin