Timor Leste

Timor-Leste: Novo Presidente do Parlamento Nacional inicia funções

Parlamento de Timor-Leste

O antigo dirigente da bancada da Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (Fretilin), Aniceto Guterres, vai iniciar nesta quinta-feira, 21 de maio, funções como novo Presidente do Parlamento Nacional.

“Hoje, inicio os trabalhos para restaurar a normalidade do funcionamento no Parlamento Nacional, pois não queremos deixar de exercer as nossas funções e de responder aos desafios que enfrenta o povo. Considero que os tristes acontecimentos que ocorreram nos últimos dois dias já estão ultrapassados”, declarou aos jornalistas no Parlamento.

“O Presidente do Parlamento Nacional tem plenos poderes para noralizar o funcionamento do Parlamento. Hoje de manhã convoquei a primeira conferência de líderes das bancadas, onde estiveram presentes os dois vice-presidentes. Foi discutida, entre outros assuntos, a vontade de restaurar sem demora o normal funcionamento do Parlamento Nacional já na próxima semana”, acrescentou.

Por sua vez, o ex-Presidente do Parlamento, Arão Noé, afirmou que mantém a sua posição de discórdia do processo de votação, que decorreu na terça-feira, 19 de maio. Como tal, a bancada do Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), partido do qual Arão Noé faz parte, não esteve presente na conferência de líderes das bancadas presidida por Aniceto Guterres.

De acordo com Arão Noé, a sua formação política espera pela decisão do Tribunal de Recurso para decidir qual o procedimento a tomar.

“Hoje regressei à sala da bancada do CNRT. Embora o partido tenha decidido aguardar a decisão do Tribunal do Recurso sobre todo o processo que consideramos ilegal e inconstitucional, continuo a trabalhar dentro da normalidade. Lamento o que se passou na terça-feira, com a eleição ilegal do novo presidente parlamentar. Foram cenas reprováveis, como se estivessem num mercado”, reprovou, referindo-se aos gritos, empurrões e derrubamento de mesas e cadeiras, o que aconteceu na segunda e terça-feira.

O Presidente cessante acrescentou que mantém o seu trabalho como deputado titular no Parlamento, uma vez que “a questão do Presidente do Parlamento Nacional é outro assunto”, continuando a “aguardar calmamente a decisão do Tribunal de Recurso” e a “agir em conformidade com a lei”.

O resultado da eleição para Presidente do Parlamento foi publicado no Jornal da República na terça-feira, 19 de maio.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo