Timor-Leste: Parlamento autoriza 16.º Estado de Emergência

O Parlamento timorense autorizou, através da Comissão Permanente, o pedido do chefe de Estado, Francisco Guterres Lu-Olo, para decretar o 16.º Estado de Emergência em todo o território de Timor-Leste por mais 30 dias. A autorização foi dada nesta terça-feira, 27 de julho, com o objetivo de combater a propagação da variante Delta.

“A votação do pedido do chefe de Estado contou com o resultado de 18 votos a favor, zero contra e 13 abstenções. O pedido de Lu-Olo foi assim aprovado no Parlamento Nacional”, afirmou o Presidente do Parlamento, Aniceto Guterres, durante a sessão plenária.

Por sua vez, o deputado Agostinho Somotxo, da bancada da Fretilin, disse que o 16.º Estado de Emergência requer um sacrifício do povo, uma vez que só com unidade se poderá combater o inimigo invisível. Este irá entrar em vigor às 00h00 de 01 de agosto e terminará às 23h59 de 30 de agosto.

“Os deputados no Parlamento Nacional sabem que não há alternativa à declaração do Estado de Emergência, pelo que precisamos de honestidade e coerência perante o nosso povo e a nossa nação”, observou.

Já o deputado António da Conceição, da bancada do PD, referiu que o Governo  tem de atuar e intervir no mercado para minimizar o preço dos produtos com o objetivo de aumentar o poder de compra da população.

“A bancada do PD pediu ainda ao Ministério da Saúde que prestasse atenção aos nossos estudantes no estrangeiro relativamente ao seu estado de saúde. O nosso Governo tem de cooperar com outros países, nomeadamente a Indonésia para vacinar os estudantes, porque a nova variante Delta provoca muitas mortes”, explicou.

O deputado Francisco Xavier Carlos, da UDT, apelou ao povo timorense para que continuasse a cumprir as regras da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde contra a Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin