Timor Leste

Timor-Leste: Partidos gritaram e empurraram-se para ocuparem mesa parlamentar

Parlamento de Timor-Leste

A nova aliança que inclui a Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (Fretilin), o Partido de Libertação Popular (PLP) e o Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan (KHUNTO) tentou ocupar nesta segunda-feira, 18 de maio, a cadeira do Presidente do Parlamento Nacional, Arão Noé, para iniciar a sessão plenária destinada a destituir o Presidente deste órgão.

A Vice-Presidente Parlamentar, Maria Angelina Lopes Sarmento, tentou dirigir-se para a mesa do Parlamento com o objetivo de ocupar a cadeira de Arão Noé. No entanto, acabou por ser impedida pelos deputados do Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), Maria Rosa de Camar e José Virgílio.

Ao longo da sessão parlamentar, o deputado do CNRT ficou a vigiar a cadeira para que não fosse ocupada. Por isso, apesar de os deputados da Fretilin, do PLP e do KHUNTO terem incumbido Angelina Sarmento de ocupar o lugar da presidência da mesa parlamentar, alguns deputados do CNRT afastaram-na, sugerindo-lhe que saísse do plenário.

“Poderemos entregar esta cadeira quando se cumprir à risca as leis. Não nos podemos agarrar ao poder”, afirmou José Virgílio depois da tentativa falhada de Maria Angelina para ocupar o lugar de Arão Noé.

Recorde-se que as bancadas da Fretilin, PLP e KHUNTO já tinham apresentado a 11 de maio um requerimento a pedir a destituição do Presidente do Parlamento de Timor-Leste, mas este recusou-se a debater a sua destituição em plenário.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo