Timor-Leste: Porto de Tíbar poderá abrir em junho

A construção do Porto de Tíbar já alcançou os 62,26% até julho, de acordo com o documento divulgado pelo Ministério das Finanças de Timor-Leste. A conclusão desta obra está prevista para maio de 2022.

O Governo timorense já desembolsou, entre agosto de 2019 e maio deste ano, 64,7 milhões de dólares norte-americanos para as obras feitas pela empresa Timor Port SA, concessionária do projeto de Parceira Público-Privada do Porto da Baía de Tíbar. O dinheiro saiu da conta de garantia do Fundo de Viabilidade gerido pelo Ministério das Finanças.

“Quando a construção terminar e começarem as operações, o Porto da Baía de Tíbar substituirá o de Díli para que sejam permitidas as atividades de importação e exportação com capacidade anual de carregamentos de um milhão de contentores”, lê-se no documento.

A obra vai facilitar a eficiência dos serviços alfandegários e das atividades comerciais. “Esta eficiência é considerada um passo importante para o Ministério das Finanças no âmbito da reforma fiscal e da gestão das finanças públicas. Ajuda o Governo e os utilizadores do Porto a arrecadarem receitas de forma mais rápida, justa e transparente”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin