Timor-Leste: Presidente da RAEOA condenado com pena suspensa

O presidente da autoridade da Região Administração Especial de Oecusse-Ambeno (RAEOA), Arsénio Bano, foi condenado a cinco meses de prisão, com pena suspensa durante um ano. Em causa está uma queixa de agressão de um professor.

Além de Bano, terão sido condenados outros três arguidos no processo. Todos receberam como sentença penas suspensas por crimes de ofensa à integridade física, que o tribunal de Oecusse deu como provados.

Paulo Jorge da Costa Denis foi condenado a nove meses de prisão, com pena suspensa por um ano. Já Sanchia Florência Paixão Bano terá um ano de prisão, suspensa por um ano. A Luis Armando Sequeira da Cruz Pina caberá ano e meio de prisão, uma pena suspensa por dois anos.

Além das penas de prisão, o juiz Hugo da Cruz determinou o pagamento de uma indemnização de 700 dólares (592 euros) à vítima. Foram igualmente fixadas multas de entre 70 e 120 dólares (59 e 101 euros) aos arguidos.

O caso tinha sido adiado várias vezes e acabou por ser ouvido no Tribunal de Oecusse em junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

A ministra da Agricultura do Brasil Tereza Cristina anunciou que vai apresentar um plano nacional para produção de fertilizantes no…
Moçambique: exoneração de Membros do Governo

Moçambique: exoneração de Membros do Governo

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, no uso das competências que lhe são conferidas pela alínea a) do número…
Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

O governo brasileiro não aderiu a uma ação de 39 países que solicitaram a abertura de investigações formais contra o…
Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

A despeito da posição “neutra” declarada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Brasil votou nesta quarta-feira (2) pela imediata retirada das…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin