Timor Leste

Timor-Leste: Primeiro-ministro defende que OGE 2020 é essencial para desenvolver o país

Taur Matan Ruak

O primeiro-ministro timorense mostrou-se a favor do valor da despesa do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2020, que tem causado polémica até mesmo entre as bancadas do Governo durante os debates no Parlamento. Para Taur Matan Ruak, a quantia definida é necessária para melhorar as condições de vida em Timor-Leste.

“Apesar de ambiciosa e arrojada, a proposta orçamental que se apresenta não deixou de tomar em consideração os riscos que à mesma estão associados, nomeadamente em matéria de sustentabilidade do Fundo Petrolífero”, declarou nesta segunda-feira, 02 de dezembro, no arranque do debate na generalidade da proposta do orçamento para o próximo ano.

“Porém, preponderou o reconhecimento da necessidade de continuar a apostar na realização de investimentos estratégicos para a sustentabilidade da nossa economia e do futuro do nosso país, bem como a necessidade de reforçar o investimento público destinado ao desenvolvimento local e comunitário, determinante para a coesão territorial e para a melhoria das condições de vida da nossa população”, acrescentou.

Recorde-se que o montante da proposta do OGE para 2020 está fixado em 1,95 mil milhões de dólares, com propostas que podem reduzir o total dos gastos no próximo ano para um valor entre 1,3 e 1,6 mil milhões de dólares.

Em relação ao levantamento do Fundo Petrolífero, principal fonte das receitas do OGE, o Chefe do Executivo relativizou as preocupações existentes sobre este impacto, referindo que essa preocupação não foi manifestada quando, em 2016, se aprovou no país o maior OGE de sempre, com um levantamento total do fundo de cerca de 1,74 mil milhões de dólares, ultrapassando o mesmo a proposta para 2020 em 208 milhões de dólares.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo