Timor Leste

Timor-Leste: Primeiro-ministro retira pedido de demissão

Taur Matan Ruak

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, decidiu retirar o seu pedido de demissão do cargo, apresentado a 22 de fevereiro ao Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo.

A informação foi divulgada pelo próprio governante à imprensa após ter tido a habitual reunião semanal com o chefe de Estado timorense. Matan Ruak explicou que recuou no pedido de demissão tendo em conta a situação de emergência que se vive no país por causa da pandemia da Covid-19.

“Decidi retirar a apresentação do pedido de demissão ao senhor Presidente porque neste momento a nação precisa de todos. Eu estou como primeiro-ministro e tenho de dar o máximo contributo à nação. Por isso retirei a minha demissão”, partilhou.

“O senhor Presidente reiterou o seu apoio máximo ao primeiro-ministro e ao Governo para que possamos fazer o máximo esforço para combater os efeitos, para que não afete os nossos cidadãos”, acrescentou.

O encontro serviu igualmente para analisar os atuais preparativos em curso que visam “mitigar e minimizar os efeitos da Covid-19 no país”, onde existe apenas um caso oficialmente confirmado.

Recorde-se que Lu-Olo nunca chegou a anunciar qualquer decisão sobre a apresentação do pedido de demissão de Ruak, tal como também não se pronunciou sobre uma nova aliança de maioria parlamentar. Esta reúne seis partidos com assento parlamentar e representa 34 dos 65 deputados, tendo indigitado Xanana Gusmão, presidente do Congresso Nacional de Reconstrução Timorense (CNRT) como primeiro-ministro.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo