Timor-Leste: Reparação de casas após cheias custa USD 42 milhões

O Secretário de Estado da Proteção Civil de Timor-Leste, Joaquim Gusmão, afirmou que a instituição calcula que os gastos estimados do apoio para a reconstrução de residências permanentes e provisórias danificas pelas cheias de 04 de abril correspondem a 42 milhões de dólares norte-americanos (quase 35 milhões de euros). 

Esta quantia foi a proposta feita ao Fundo de contingência, segundo a mesma fonte. As linhas ministeriais, prosseguiu, utilizaram o formulário multiavaliação para realizarem, no terreno, o levantamento de dados das várias habitações danificadas. 

Antes de apoiar as famílias afetadas pelo sucedido, o Governo vai efetuar o processo de identificação de dados com rigor. Ainda de acordo com Joaquim Gusmão, as entidades competentes estão a discutir o mecanismo e o método a adotar para apoiarem as famílias afetadas pelo desastre natural relativamente às residências permanentes e provisórias. 

O Ministério da Administração Estatal e a Secretaria de Estado da Proteção Civil registaram 33.177 famílias afetadas pelas inundações em todo o território. Dessas famílias, 90% mora no município de Díli e os 10% nos restantes municípios do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Preço dos combustíveis baixam 6 % em junho

Cabo Verde: Preço dos combustíveis baixam 6 % em junho

A Autoridade Reguladora Multissectorial da Economia (ARME) divulgou que os preços máximos dos combustíveis ficaram mais baratos em média 6%…
Moçambique quer angariar USD 80 mil milhões para transição energética

Moçambique quer angariar USD 80 mil milhões para transição energética

Moçambique está a tentar mobilizar 80 mil milhões de dólares americanos para pôr em prática a estratégia de transição energética…
Guterres inclui Israel na lista de infratores por crimes contra crianças

Guterres inclui Israel na lista de infratores por crimes contra crianças

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, decidiu juntar o exército de Israel à lista global de…
Stoltenberg diz que nenhum país da NATO está sob ameaça imediata da Rússia

Stoltenberg diz que nenhum país da NATO está sob ameaça imediata da Rússia

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, declarou nesta sexta-feira, 07 de junho, que não existe ameaça militar imediata da Rússia…