Timor-Leste: Ruak aposta em OGE 2022 para recuperação do país

Primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, afirmou que o Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2022 é uma esperança para colocar em prática novos modelos de atuação e para a recuperação do país.

“Queremos alocar recursos de forma ponderada e inteligente, evitando desperdícios e duplicações, rentabilizando os meios existentes e tirando proveito das nossas potencialidades”, esclareceu.

As declarações foram feitas nesta sexta-feira, 30 de julho, durante a reunião com os parceiros de desenvolvimento no Ministério das Finanças, em Díli.

O governante considera que o país necessita de recuperar os valores que sustentaram a luta armada, em favor da união de esforços, do espírito de pertença e do trabalho em equipa. Além disso, prosseguiu, é preciso materializar novas parcerias, nacionais e internacionais, com entidades públicas e privadas.

“Faço votos para que, com a vossa ajuda, possamos identificar os motores do desenvolvimento económico através da atividade empreendedora, ou seja, da criação de novos negócios que sustentem a nossa economia”, prosseguiu.

O Governo já aprovou o teto do OGE de 2022, que corresponde a 1.572 milhões de dólares norte-americanos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Portugal vê Cabo Verde como um exemplo para transição energética

Portugal vê Cabo Verde como um exemplo para transição energética

O diretor de Energia e Geologia de Portugal, Jerónimo Cunha, considera que Cabo Verde, apesar de ser um país pequeno,…
Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, apelou aos jovens timorenses residentes no país e na diáspora para deixarem de praticar…
Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

A iniciativa de promoção externa contou com a presença de representantes de onze instituições portuguesas de ensino superior politécnico. A…
Nigéria: Dois anos depois, o massacre na Igreja de Owo continua impune, sem ninguém ter sido acusado

Nigéria: Dois anos depois, o massacre na Igreja de Owo continua impune, sem ninguém ter sido acusado

Pelo menos 41 cristãos foram mortos num ataque na Igreja de São Francisco de Xavier, em Owo, no sudeste da…