Timor-Leste: Ruak comenta decreto-lei e recuperação pós-desastre

O Governo timorense já criou uma equipa para fazer o cálculo dos custos de recuperação das infraestruturas destruídas pelas cheias registadas no início do mês, a 04 de abril. 

Segundo o primeiro-ministro, Taur Matan Ruak, o Executivo necessita de um reforço financeiro, incluindo um ajustamento da legislação relacionada com o decreto-lei do regime jurídico do aprovisionamento, no sentido de flexibilizar o processo de recuperação das infraestruturas. 

“A equipa agora criada trabalhará a longo e médio prazo, pelo que é necessário reforçar a capacidade financeira. Assim, o Governo ajustou o decreto-lei do regime jurídico do aprovisionamento para dar mais flexibilidade às intervenções no terreno e garantir a qualidade das obras”, afirmou. 

As declarações foram feitas no âmbito do debate do Orçamento Retificativo na fase de especialidade, na sala da sessão plenária do Parlamento Nacional. 

O governante disse ainda que vai ser alocado um orçamento de cerca de 168 milhões de dólares norte-americanos (aproximadamente 140 milhões de euros) para reparar os danos das infraestruturas do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin