Timor Leste

Timor-Leste: Ruak prevê que OGE só será executado no final do ano

Taur Matan Ruak

O primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, afirmou nesta quinta-feira, 09 de julho, que o Governo está a preparar o Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2020.

No entanto, acrescentou que o documento só deverá poder ser executado nos últimos dois meses do ano.

“Aprovámos o teto de gastos de 1.492,3 milhões de dólares (1.324 milhões de euros), mas o calendário prevê que só deveremos poder executar nos últimos dois meses do ano”, partilhou após o encontro semanal com o Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo.

“Continuamos em duodécimos. Em setembro apresentamos o OGE ao parlamento, que depois terá que o debater antes de ser enviado ao senhor Presidente. Por isso talvez só tenhamos tempo de o implementar durante dois meses”, explicou.

O teto de gastos para 2020 foi aprovado no passado mês de junho, numa reunião extraordinária do Conselho de Ministros. Recorde-se que o país está em duodécimos desde 01 de janeiro.

Uma das prioridades do novo orçamento irá ser a “estabilização do setor social, com foco na saúde, educação, formação, água e saneamento e a estabilização do setor económico, com promoção do investimento do setor privado, da criação de emprego, da agricultura e da segurança alimentar e da política macroeconómica”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo