Timor-Leste: STAE investe um milhão de dólares em novo cartão eleitoral

O Diretor-Geral do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) de Timor-Leste, Acilino Manuel Branco, afirmou que o STAE vai usar um milhão de dólares norte-americanos (834 mil euros) para que decorra a mudança do atual cartão eleitoral para o novo cartão eletrónico biométrico. Este será usado nas próximas eleições. 

“O preço de cada cartão eleitoral vigente é de 40 centavos. No entanto, o novo custará um dólar americano. Atualmente, o STAE regista 829.236 eleitores, pelo que o secretariado alocará um milhão de dólares americanos na implementação do cartão eletrónico biométrico, afirmou. 

A mesma fonte mencionou também que a verba é destinada apenas ao financiamento da transição do cartão atual para o biométrico. Não estão incluídas despesas relacionadas com outros recursos, como equipamentos e custos operacionais, entre outros. 

“Talvez este cartão não seja implementado já nas próximas eleições presidenciais, pois ainda está por definir o sistema de base de dados mais apropriado. No entanto, poderá ser implementado nas próximas eleições parlamentares. Mesmo assim, o STAE continua a trabalhar para acelerar este trabalho, prosseguiu. 

Acilino Manuel Branco frisou igualmente que o cartão eleitoral atual já é eletrónico, mas que o mesmo ainda não preenche todos os requisitos necessários para a votação sem o uso das listas de votantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin