Timor-Leste: Tribunal de Díli retoma atividades suspensas durante férias judiciais

O Tribunal Distrital de Díli vai retomar nesta quinta-feira, 16 de setembro, as atividades suspensas durante as férias judiciais, entre as quais os julgamentos. O Juiz Administrador do referido órgão judicial, Afonso Carmona, lembrou que as férias decorreram entre 01 de agosto e 15 de setembro.

Durante esse período foi dada apenas resposta a processos com carácter de urgência, como o primeiro interrogatório de arguidos detidos, processos sumários, providências cautelares e também outros processos para assegurar provas.

De acordo com Carmona, o Tribunal Distrital de Díli de resposta a 22 processos sendo 21 de crimes e um cível. Foram notificados arguidos e testemunhas para marcarem presença no tribunal.

De janeiro a julho deste ano, o órgão judicial de Díli, capital timorense, registou 813 processos-crime. Desses, foram julgados ou tiveram decisão judicial 798, encontrando-se ainda pendentes ou a aguardar julgamento 1.763 processos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin