África Subsaariana | Diplomacia | Médio Oriente

A primeira piloto de caça afegã pede asilo aos Estados Unidos

Niloofar Rahmani

Niloofar Rahmani, a primeira piloto de caça da força aérea do Afeganistão, conhecida como a “Top gun afegã” pediu asilo aos Estados Unidos. Niloofar afirma temer pela sua segurança e garante que desde 2013 recebeu várias ameaças.

Após uma formação de 15 meses com a força aérea americana, Niloofar Rahmani, 25 anos, deveria ter regressado este sábado ao Afeganistão, mas na véspera da partida alegou temer pela sua segurança e anunciou que iria pedir asilo político aos EUA.

O governo afegão reagiu imediatamente à decisão de Niloofar Rahmani acusando-a de “traição” e pediu aos EUA para rejeitarem o pedido de asilo porque a “vida da Capitã Rahmani não está de forma alguma em perigo”.

Em 2010, com o consentimento da família, Niloofar Rahmani inscreveu-se numa formação na força aérea afegã, mas teve logo de fazer face a acusações de “desonra”. Aos 23 anos tornou-se na primeira mulher piloto de avião da história do Afeganistão tornando-se no símbolo de uma juventude livre. Niloofar Rahmani recebeu o prémio internacional das mulheres coragem atribuído pelo departamento de Estado norte-americano.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo