África Subsaariana | Economia

Acordo de livre comércio continental vai ser adotado na próxima cimeira da União Africana

O acordo que cria a Zona de Livre Comércio Continental, que prevê a constituição de um mercado comum em África, será formalmente adoptado na Cimeira da União Africana (UA), prevista para Julho deste ano, em Niamey, à margem da Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da UA.

A informação é avançada pela Agência de Informação Económica Africana, que indica que já estão conseguidas as 22 ratificações (limite mínimo) necessárias para a entrada em vigor do acordo, assinado em Março de 2018, por 49 Estados africanos, entre os quais Cabo Verde. O 22º país a ratificar o acordo foi a Gâmbia, em 2 de Abril.

A partir de agora, os países signatários terão que negociar, entre outras coisas, os aspectos e as modalidades de implementação do acordo, em particular, as regras de origem, as modalidades de pagamento, as concessões tarifárias para o comércio de bens e de regulação e barreiras não-tarifárias, perspectivando-se que no espaço económico comum sejam eliminadas as tarifas e todas as barreiras que possam impedir o comércio.

De acordo com os Chefes de Estado da UA, este instrumento permitirá que a África como um todo seja um mercado único de 1,3 mil milhões de consumidores, onde os produtos circularão e serão trocados livremente.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo