Campos de deslocados destruídos na Somália

Entre 29 e 30 de dezembro, 23 campos foram destruídos nos arredores de Mogadíscio, capital da Somália, na sequência de uma disputa sobre a terra onde foram instalados. Uma nova deslocação de emergência para 4.400 famílias preocupa a ONU.

“O que é excecional nesta situação é que foram feitos poucos avisos antes da destruição dos campos”, disse Yngvil Foss, vice-chefe do Gabinete de Coordenação de Assuntos Humanitários na Somália, citada pela RFI. “As pessoas e organizações geralmente deslocadas no terreno têm tempo suficiente para encontrar outro lugar e recuperar os seus bens, protegendo-se em infra-estruturas humanitárias. Mas desta vez a polícia e os militares chegaram aos campos no início da manhã com bulldozers. ”

De acordo com Yngvil Foss, foram principalmente as mulheres que viviam nos campos e que fugiram com os seus filhos, tendo sido colocadas noutro acampamento nas proximidades, já sobrelotados. “O que é problemático, porque os serviços do local não são suficientes para as pessoas deslocadas que já lá vivem”, acrescentou.

O governo garantiu que vai encontrar mais terras para montar acampamentos, mas isso ainda não será suficiente para todas as pessoas deslocadas, segundo a responsável.

Mais de dois milhões de pessoas estão deslocadas na Somália, devido à seca e ao conflito, das quais um milhão foram deslocadas apenas em 2017. Essas pessoas constituem um terço dos 6,2 milhões de pessoas que precisam de assistência humanitária.

As taxas de desnutrição estão a aumentar e atingiram níveis de emergência em alguns locais, especialmente entre pessoas deslocadas internamente. Os deslocados não têm acesso a alimentos, abrigo e serviços básicos, e também enfrentam os riscos mais graves relacionados à proteção, como ataques físicos, violência de género e restrições de movimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Secretário Executivo da CPLP em STP

Secretário Executivo da CPLP em STP

Zacarias Nazaré, Secretário Executivo da CPLP, encontrou-se esta segunda-feira, na capital São-Tomense com Ministra dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Edite…
Afeganistão: Aumenta número de cidadãos a passar fome

Afeganistão: Aumenta número de cidadãos a passar fome

O Banco Mundial divulgou uma pesquisa nesta terça-feira, 15 de março, onde se conclui que mais afegãos passam fome desde…
Ucrânia: Presidente admite impossibilidade da adesão à NATO

Ucrânia: Presidente admite impossibilidade da adesão à NATO

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, reconheceu nesta terça-feira, 15 de março, que a Ucrânia não poderá integrar a NATO. Essa…
Timor-Leste: Ruak pede a Lu-Olo exoneração de Oan Soru

Timor-Leste: Ruak pede a Lu-Olo exoneração de Oan Soru

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, sugeriu ao Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo, que exonerasse o Secretário de…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin