Cinco mortos nos protestos em Conacry

Pelo menos cinco pessoas morreram na capital da Guiné-Conakry na sequência de protestos gerados por uma greve de professores, referiu o governo.

O porta voz do Governo Damantang Albert Camara afirmou que um acordo para acabar com esta greve foi assinado com os principais sindicatos dos professores já na noite de segunda feira.

Os sindicatos tinham iniciado a greve a 1 de Fevereiro para protestar com a decisão do governo de despedir ou reduzir os salários dos professores com menos anos de carreira. A maioria dos protestantes eram estudantes dos professores que seriam afectados pela medida.

Nos confrontos, foi atacada uma esquadra de polícia e os manifestantes atacaram elementos da polícia em vários bairros de Conacri.

Além dos cinco mortos, cerca de 30 tinham ficado feridas, e 12 tinham sido detidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola mantém aposta na diplomacia económica

Angola mantém aposta na diplomacia económica

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, reiterou a aposta do Governo na promoção da diplomacia económica. O…
Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

A Investigadora Principal do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC), Ana Cristina Santos, acaba de ganhar um…
Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, propõe a criação de um Fundo de Desenvolvimento Local e…
Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

O chefe da missão de observação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições presidenciais em Timor-Leste, o…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin