África Subsaariana | Médio Oriente

Comércio bilateral Turquia-Gâmbia em ascensão

PR Adama Barrow e PR Recep Tayyip Erdoğan

Lamin Jobe, Ministro do Comércio, Integração Regional e Emprego da Gâmbia, revelou que o comércio bilateral entre a Turquia e a Gâmbia tem aumentado na última década. Embora quase não tenha havido comércio entre a Turquia e a Gâmbia nos anos 90, o volume comercial bilateral alcançou 2 milhões de dólares em 2000, 21 milhões em 2011, 36 milhões em 2012 e 38 milhões em 2017.

O ministro Jobe fez essas observações durante a abertura de um fórum de negócios Turquia-Gâmbia, realizado no Paradise Suites Hotel.

O fórum foi organizado em conjunto pela Câmara de Comércio e Indústria da Gâmbia, pelo Conselho de Relações Económicas Estrangeiras da Turquia, pelo Ministério do Comércio da Integração Regional e Emprego e pela Agência de Promoção Económica de Exportações e Investimentos da Gâmbia, como parte das atividades da visita do Presidente da Turquia à Gâmbia.

O evento foi destinado a reunir operadores de negócios dos dois países como parte dos esforços contínuos para ampliar e aprofundar os laços comerciais e de investimento entre os dois países.

O ministro do Comércio, Jobe, acrescentou que o volume do comércio consiste principalmente em exportações turcas para a Gâmbia, ressaltando que atualmente as indústrias turcas de vestuário e têxtil doméstico têm um lugar significativo no mercado mundial, e que a indústria de vestuário e têxtil na Turquia é amplamente baseada no algodão e na produção doméstica e não atende totalmente à procura que faz da Turquia o terceiro maior importador de algodão.

Segundo Jobe, cerca de oito por cento do comércio de algodão no mundo é produzido na África Subsaariana, que tem mais capacidade de plantio e uma vantagem competitiva devido à AGOA.

Jobe observou que desde a primeira Cimeira Turquia-África em 2008, a Turquia fundiu o pacote de desenvolvimento; transferência de tecnologia, desenvolvimento de recursos humanos e o desenvolvimento de infraestrutura contribuíram para o ressurgimento da África.

O responsável referiu que o governo da Gâmbia empreendeu reformas sérias para continuar a aprimorar o teste competitivo e aumentar a entrada de investimentos diretos estrangeiros no país.

Ruhsar Pekcan, ministra das Alfândegas e Comércio da Turquia, declarou que muitos investidores turcos pretendem investir na Gâmbia, acrescentando que as indústrias turcas também pretendem construir infraestrutura no país africano, destacando que estão dispostos e prontos para apoiar o plano de desenvolvimento da Gâmbia.

“A África é de grande importância para nós e espero que isso seja a semente de muitas relações frutíferas”, afirmou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo