África Subsaariana

Covid-19: Gabão já testou o equivalente a 10% da sua população, um recorde na África

Até à data, o Gabão, que tem pouco mais de 2 milhões de habitantes, já testou, para o Covid-19, 10% da sua população com 201.267 análises realizadas desde o início da epidemia em meados de março, anunciou o Comité de Resposta da Covid-19, órgão elogiado por sua precisão e transparência. No continente africano, é o país que, per capita, mais testa a sua população.

Desde a entrada em funcionamento, no final de maio, do Laboratório Pr Daniel Gahouma, com capacidade para realizar até 10.000 exames por dia, o país, um dos poucos do continente a fazê-lo, iniciou a triagem população massiva.

“O lançamento da triagem em massa e a aquisição do laboratório Professor Gahouma possibilitaram aumentar a capacidade de triagem da Covid-19”, indicou no final de maio o ex-porta-voz do Comitê de Resposta e agora Ministro da Saúde, Dr. Guy-Patrick Obiang Ndong.

Desde o início deste superlaboratório no final de maio, o Gabão conta com 7 centros capazes de realizar os testes do Covid-19. Portanto, hoje é o país da África com maior capacidade de teste per capita.

Em geral, o Gabão é considerado pela OMS, ONU e outras instituições internacionais como um dos melhores países africanos na resposta à Covid-19. É o caso da saúde, tanto na área preventiva (registo de exames realizados per capita) ou curativa (o país tem uma das menores taxas de letalidade de todo o continente com média de apenas 0,66% das mortes em comparação com o número de casos com resultado positivo).

Mas o Gabão é também, à escala do continente, tomado como modelo pela sua política de comunicação – enquanto alguns países lutam para tornar públicas estatísticas fiáveis, o país é elogiado pela sua transparência nesta área – bem como pela sua estratégia de desconfinamento, considerada prudente e equilibrada.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo